• Supply Chain é crucial no desenvolvimento de grandes empresas

    Por Thais Sogayar
    20/07/2018 - O relatório anual Gartner Supply Chain Top 25 identifica líderes globais da cadeia de suprimentos e destaca as melhores práticas de executivos de cadeias de suprimentos e organizações estratégicas. E vinte e quatro das empresas desse relatório, otimizaram suas cadeias de suprimento com a LLamasoft.

    "Acreditamos

    Leia mais
  • Um evento Gartner essencial e imperdível para profissionais de TI

    Por Ethevaldo Siqueira
    20/07/2018 - Quero convidar todos os interessados nesse tema a participar da Conferência Gartner Segurança e Gestão de Risco 2018, que se realiza nos dias 14 e 15 de agosto de 2018, no Hotel Sheraton WTC, e que conecta uma comunidade de profissionais que buscam encontrar soluções para

    Leia mais
  • O Brasil precisa acelerar projetos de Indústria 4.0, revela pesquisa

    Por Ethevaldo Siqueira
    20/07/2018 - Vale a pena sintetizar aqui a pesquisa Investimentos em Indústria 4.0, da Confederação Nacional da Indústria (CNI) – Esse estudo mostra que, nos últimos dois anos, aumentou em 10 pontos percentuais o número de grandes indústrias brasileiras que utilizam tecnologias digitais.

    Revela, também, que entre o início

    Leia mais
  • Transformação digital da Vivo traz impacto positivo ao meio ambiente

    Publieditorial
    18/07/2018 – Parte do projeto, executado em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica, já reverteu 7, 8 milhões de contratos assinados digitalmente pelos clientes no plantio de 24 mil mudas
     
    A transformação digital protagonizada pela Vivo nos processos internos e serviços voltados aos clientes traz impacto positivo também

    Leia mais
  • Qualcomm aguarda decisão da China para comprar a NXP

    Por Thais Sogayar, com informações do New York Times
    19/07/2018 - O presidente-executivo da Qualcomm, Steve Mollenkopf, precisa da aprovação regulatória de Pequim para comprar outra fabricante de chips, a holandesa NXP.

    A revisão prolongada de acordos que dependem da China, é vista como retaliação às tarifas norte-americanas praticadas por Trump.

    Leia mais
  • Assim a NASA desvenda a estrutura da coroa solar, a fonte do vento solar

    Por Ethevaldo Siqueira – com notícia da NASA
    19/07/2018 - Em 1610, Galileu aperfeiçoou o telescópio e descobriu as quatro maiores luas de Júpiter. Quase 400 anos depois, o Telescópio Espacial Hubble, utilizou sua poderosa óptica para penetrar ainda mais fundo no espaço — de modo a permitir aos cientistas determinarem a idade

    Leia mais
  • Primeira demonstração da tecnologia C-V2X com veículos na Europa

    18/07/2018 - O C-V2X é uma solução global de comunicação do veículo-com-tudo (V2X) para aprimorar a segurança viária, a direção autônoma e a fluidez no trânsito. A nova tecnologia não depende de rede de celular e deve avançar em todo o mundo.

    A 5G Automotive Association (5GAA), a BMW, a Ford

    Leia mais
  • Astrônomos encontraram mais luas ao redor de Júpiter. Agora são 79

    Por Thais Sogayar com informações do The Verge
    17/07/2018 - Mais dez luas foram confirmadas na órbita de Júpiter, elevando a contagem para 79. Esse é o maior número de luas encontradas em qualquer planeta do Sistema Solar.

    Astrônomos da Carnegie Institution for Science encontraram pela primeira vez essas luas em

    Leia mais
  • A Lei Geral de Telecomunicações completou 21 anos

    *Por Juarez Quadros do Nascimento
    17/07/2018 - A Lei Geral de Telecomunicações (LGT), de 16 de julho de 1997, de autoria do Poder Executivo, aprovada pelo Poder Legislativo, nos seus 216 artigos representou uma solução para as questões que se apresentavam à época quanto à ordem institucional, econômica e tecnológica, cuja

    Leia mais
  • Facebook quer acelerar as pesquisas em inteligência artificial

    Por Thais Sogayar com informações do Washington Post
    17/07/2018 - O Facebook vai acelerar dramaticamente sua pesquisa em inteligência artificial, disse o cientista-chefe de AI, nessa terça-feira, (17), na esperança de garantir que a rede social não fique atrás da tecnologia necessária para enfrentar os rivais da Internet e rastrear seu

    Leia mais
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • Todas
  • TI
  • Telecomunicações
  • Eventos
  • Tendências
  • Mobilidade
  • Internet
  • Socialnetworks
  • Lançamentos
  • NASA
  • Software
Veja mais / Tecla shift carrega tudo carregar tudo

 

newsletter buton

 

 

 


Notas

(ISC)² reúne líderes em Segurança da Informação e Cibersegurança no Chile

19/07/2018 - O (ISC)², principal instituto do mundo focado em educação e certificações profissionais em Segurança da Informação e Cibersegurança, divulga programação de palestras do Security Congress Latin America 2018, que acontece entre os dias 25 e 26 de julho, em Santiago (Chile). O evento reunirá os principais profissionais de Segurança da Informação (SI) e Cibersegurança para debater temas como Segurança em Cloud, Cibercrime, Governança, Compliance, Segurança de Aplicativos, Internet das Coisas (IoT) e Ameaças Digitais.

O Presidente do Comitê de Estratégias do Conselho de Administração do (ISC)², Greg Thompson, será um dos principais palestrantes ao falar sobre o tema "A Cyber Risk Culture Shift – Embracing 'Red'". Segundo o executivo, essa palestra apresentará perspectivas e abordagens relacionadas à cultura de risco, especificamente como fazer avaliações e analisar os inevitáveis indicadores vermelhos dentro do contexto adequado". Thompson alerta que as organizações precisam avançar na busca por identificação de riscos e tratar a questão como alta prioridade. "A apresentação fornecerá insights valiosos sobre como demonstrar o valor de relatórios de risco contínuos, oportunos e transparentes", explica.

David Kennedy, co-presidente do Comitê de Estratégias do Conselho do (ISC)² fará a palestra "When protection fails us: Building on detection". As empresas terão acesso a recomendações fundamentais para quem deseja construir um programa que se concentre na minimização de um ataque a partir de sinais de alerta antecipados. "Se não pudermos proteger tudo em nossa empresa, podemos desenvolver um programa que reduza o dano causado a uma violação de dados", explica Kennedy.

Segundo o executivo, construir mecanismos de proteção é uma tarefa assustadora. Para obter controles simplistas são necessários, por exemplo, agendar diversas reuniões, criar regras para revisão de mudanças, nomear conselhos consultivos e trabalhar durante vários meses. "Nos negócios de hoje, não podemos perder meses de atraso ao implementar proteção avançada para defender a organização. O tempo de espera entre a proteção e a lacuna que enfrentamos com os riscos de segurança está em seu auge. Se não pudermos implementar a proteção em um curto período de tempo, precisamos identificar rapidamente os ataques à medida que eles ocorrem", diz o especialista.

Leia mais...

Plataforma OnPeople visa apoiar mercado PME na transformação digital

A OnPeople está ampliando sua oferta e lançando o OnUCPhone, solução de UC&C em nuvem, promete ser robusta e ao mesmo tempo totalmente flexível para atender especialmente às necessidades de empresas de pequeno e médio porte

Para auxiliar as empresas em sua jornada de transformação digital e de comunicação unificada, a OnPeople, empresa brasileira que vem atuando no mercado nacional há dois anos, expande seu portfólio e lança a plataforma OnUCPhone, buscando tornar-se um parceiro "One Stop Shop" para soluções de comunicação e colaboração unificadas. A ferramenta possui funcionalidades robustas de telefonia, chat, telepresença e web conferência em nuvem, que podem ser acessadas através de computadores e smarthphones. Além de viabilizar a mobilidade e gerar agilidade para os negócios da empresa, a plataforma possui como diferencial um modelo de contratação simplificado, no qual a empresa paga apenas pelos recursos utilizados por cada usuário, o que a torna totalmente aderente ao mercado PME. Com a nova oferta a expectativa é que o faturamento da OnPeople, nesse nicho de empresas, seja da ordem de R$ 1 milhão em 2019.

Leia mais...

As resoluções do GDPR e o impacto do PLC 53/2018 sobre os dados no Brasil

13/07/2018 - GDPR na Europa e regulamentações da Internet no Brasil ajudam usuários na relação com os dados e abusos cibernéticos

Muito se fala em segurança digital ou da informação, entretanto, nos últimos anos a área do business têm se utilizado da mineração de dados para projeção comercial tornando-se um fator indispensável e de concorrência.

O mercado mundial de Big Data e Analitycs prevê movimentar cerca de U$42 bilhões, apenas neste ano. Isto envolve também mão de obra especializada, segundo informações do estudo realizado pelo IDC Brasil, empresa de pesquisas de mercado.

A crescente demanda no uso de tecnologias inteligentes nos negócios baseado na transformação digital tem despertado vários dilemas éticos de como manusear e proteger os dados. Um dos mecanismos foi a partir da implementação do Regulamento Geral de Proteção de Dados da União Europeia (RGPD ou GDPR), que prevê a segurança do manuseio de dados sigilosos de usuários europeus, após muitos vazamentos de dados sigilosos por parte de empresas.

No Brasil, o Marco Civil da Internet ajudou usuários na relação com os vazamentos de dados e abusos cibernéticos. Por meio da Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor (Senacon), a Oi, operadora de telefonia recebeu multa de quase R$4 milhões pela Velox por direitos à privacidade em 2014 e despertou diversos viés em relação ao compartilhamento de dados.

Além disso, foi aprovado no último dia 10, projeto que regulamenta o uso, proteção e a transferência de dados pessoais no Brasil. A proposta pretende garantir maior controle dos dados pessoais dos cidadãos brasileiros. Também exige que o usuário informe se quer ou não suas informações compartilhadas com bancos de dados e até mesmo excluir essas informações. O texto, já aprovado na Câmara dos Deputados, segue para a sanção presidencial.

Leia mais...

Stibo Systems aponta os sinais que indicam problemas com dados nas empresas

12/07/2018 - Empresa sugere atenção especial para recursos como Inteligência Artificial e o uso de ferramentas de Analytics

Armazenamento em Nuvem, conformidade regulamentar, violações de segurança - a lista de fatores que tem levado empresas a fazerem alterações na maneira como gerenciam dados nos últimos anos é infinita. Combine isso com o aumento drástico de dados vivenciado pela maioria das organizações e a situação se torna altamente desafiadora. A Stibo Systems, líder global na oferta de soluções de Gestão de Dados Mestres Multidomínio (MDM), alerta executivos de TI para o tema e lista nove sinais que indicam problemas relacionados a dados que a organização precisa corrigir:

1. Departamento de TI não se responsabilizar pela proteção dos dados – Cresce o número de empresas que optam por terceirizar o gerenciamento de toda a infraestrutura de TI. Com isso, muitas equipes acreditam que seus provedores de serviços de tecnologia são responsáveis pelo controle de dados. "Quando se trata de segurança e conformidade, seja local ou em Nuvem, a organização é responsável por todas as informações que possui. Especialmente se a empresa quiser obter resultados mais lucrativos a partir dos dados. É por isso que é preciso considerar os dados como um desafio de negócios", explica Ricardo Fornari, Country Manager da Stibo Systems no Brasil.

2. Maior incidência de violação de dados – A frequência e a gravidade das violações de dados estão aumentando. Segundo pesquisas recentes, no Brasil, os ciberataques duplicaram em 2017, causando prejuízos de US$22 bilhões para empresas brasileiras. "Se não proteger os dados pessoais ou financeiros que detém, a empresa está em risco", afirma Fornari. Segundo o executivo, as repercussões de uma violação de dados tornada pública podem ter impacto devastador na reputação de uma organização, derrubando os preços das ações.

3. Capacidade de armazenamento diminuída – À medida que o volume de dados da empresa aumenta, seus recursos de armazenamento diminuem. O incremento da capacidade significa aumento de custos. No entanto, muitas empresas sequer conhecem a natureza dos dados que estão ocupando seu valioso espaço. Agora, as organizações estão percebendo que precisam se afastar de um sistema que salva tudo e incorporar outro que seja capaz de identificar e armazenar apenas dados essenciais, com informações valiosas ou críticas para os negócios. "As funcionalidades de gerenciamento de dados, como a sincronização de dados, bem como a correspondência e a vinculação para evitar duplicação, ajudam a armazenar apenas o que você precisa", explica Fornari.

4. Falta de preparo para o GDPR – A nova regulamentação europeia constitui uma mudança radical no que diz respeito a proteção de dados. As empresas devem tomar medidas para garantir que todos os funcionários assumam a responsabilidade pela maneira como os dados são mantidos e gerenciados. "O primeiro passo deve ser avaliar se os sistemas estão preparados para gerenciar sob os requisitos da nova lei, incluindo os direitos dos seus clientes de receber informações justas e transparentes sobre o processamento de seus dados, o acesso e o direito de retificação", afirma Fornari. Segundo o executivo da Stibo Systems, a próxima medida é investir em tecnologia que possa mesclar, limpar e gerenciar informações para criar um registro confiável, que elimine dados desatualizados, incompletos ou conflitantes.

Leia mais...

Fujitsu anuncia área de Transformação Digital no Brasil

20/06/2018 - A Fujitsu, empresa japonesa que atua em tecnologia da informação e da comunicação (TIC), anuncia sua nova área de Transformação Digital. O setor será focado em estratégias e soluções digitais para todos os clientes da organização no Brasil. O objetivo é otimizar o atendimento aos clientes do Brasil, reforçar a implementação de projetos digitais nas empresas e ofertar soluções personalizadas de acordo com cada necessidade. Nilton Cruz, anteriormente à frente das áreas de Novos Negócios e Marketing da empresa, passa a liderar essa frente na Fujitsu.

Sempre pautada em tópicos relacionados à Transformação Digital, a Fujitsu é referência mundial no tema e acredita que a co-criação nos projetos alavanca novas tecnologias e se torna uma norma de negócios. Atenta às transformações que envolvem o mercado de TI para apoiar o desenvolvimento da sociedade e de seus clientes e parceiros, a empresa decidiu criar a área de Transformação Digital a partir da união das unidades de de Pré-Vendas com Novos Negócios.

Leia mais...

Stibo Systems: MDM é o princípio da transformação digital para empresas

Transformação Digital terá enorme quantidade e complexidade de dados que precisam ser gerenciados

A Stibo Systems alerta que sistemas em tempo real, Inteligência Artificial (IA) e a concentração de provedores de serviços baseados em Nuvem estão reforçando a necessidade de Gestão de Dados Mestres na Era da Transformação Digital, cujo volume de informações cresce de forma exponencial. O papel do MDM e a oportunidade que a inovação apresenta ao mercado nunca foram tão essenciais e estratégicos para o sucesso dos negócios.

"Empresas que investem em tecnologia sem antes ter seus dados precisos e saneados não conseguem obter a melhor resposta. Esse é um problema comum nos dias de hoje e é um cenário cada vez mais percebido pelas empresas", afirma Prashant Bhatia, Diretor de Produtos da Stibo Systems. Segundo o executivo, sem dados atualizados e consistentes, nenhum processo de uma organização em suas operações de cadeia de fornecimento, armazenamento ou fabricação será simplificado ou mais eficiente devido a dados imprecisos.

À medida que os dados se tornam mais difundidos em todas as organizações, surgem complexidades e algumas dúvidas como quais setores e profissionais são responsáveis por esses dados. Essas questões exigem foco nos objetivos de negócios quando se trata de estabelecer decisões de governança. Deve-se estipular uma estrutura de Governança de Dados definindo a estrutura organizacional da empresa, seus processos e os responsáveis por mantê-la, já que os programas e profissionais de Tecnologia da Informação (TI) só podem aplicar regras que foram definidas antecipadamente pela organização.

"A empresa pode fazer um projeto de MDM, mas se não implementar a Governança de Dados, esse investimento começará a se desgastar após algum tempo", diz Bhatia. "Não é possível fazer a Governança de Dados com informações incorretas, nem ter MDM e não manter a estrutura de governança, administração e qualidade. Essas iniciativas precisam evoluir de forma integrada", explica o executivo.

Leia mais...

CES 2018

     
     
     
     

Vídeos

Calendário de Eventos

JULHO  

23 a 26  - Eletrolar Show 2018, a maior feira B2B de eletroeletrônicos, eletrodomésticos, móveis, utilidades domésticas, celulares e TI da América Latina - Transamerica Expo Center, São Paulo, SP

26 a 29  - Fispal Tecnologia 2018, reúne profissionais em busca das mais recentes soluções em automação e logística, embalagens, equipamentos e acessórios, máquinas para embalagens, processos, marcação e codificação, São Paulo Expo - Imigrantes, SP

AGOSTO  

14 e 15 - Gartner Segurança e Gestão de Riscos, principal encontro de líderes de segurança, gestão de risco e continuidade de negócios, São Paulo, SP

21 a 22 - 28º Congresso Brasileiro de Radiodifusão, reúne profissionais de rádio e televisão, Centro de Convenções Brasil 21
Brasília – DF

Veja mais aqui